fundo parallax

Autor debateu a jornada literária na Bienal do Rio

03/04/2018

Autor debateu a jornada literária na Bienal do Rio

O

escritor capixaba Romulo Felippe marcou presença na programação oficial da Bienal 2017, no Rio de Janeiro. Ele participou no sábado (09/09), da mesa de debates “Publiquei! E agora?” ao lado dos autores FML Pepper, Diogo Andrade e Kel Costa, com mediação do escritor e curador de Literatura Fantástica da feira, o carioca Affonso Solano.
O cenário para o debate, que apresentou os obstáculos pós-publicação de um livro (marketing, crítica, logística e afins), foi o Geek & Quadrinhos, centro de atividades inédito na história da Bienal.


Em sua 18ª edição, foi a primeira vez que a feira de livros do Rio – com um público de 700 mil pessoas – criou um ambiente de debates voltado exclusivamente para a cultura nerd.
“Fiquei honrado com o convite da Bienal, feliz em participar de um dos principais debates dentro da programação oficial da edição de 2017. A jornada de um escritor em início de carreira exige dedicação e sacrifícios para que o livro lançado chegue às mãos de mais e mais leitores de todo o país. E, junto com outros colegas, mostramos um pouco da experiência adquirida, e enriquecida a cada dia, com o meu livro Monge Guerreiro”, afirma Romulo Felippe.
O autor cachoeirense assinou um contrato com uma das maiores editoras da Europa, a Newton Compton Editori, para lançar ‘Monaco Guerriero” na Itália no segundo semestre de 2018. A obra já foi traduzida para o inglês (Warrior Monk) e está em vias de ganhar o mercado americano e inglês. Os próximos passos são a tradução para o espanhol e o relançamento de uma edição atualizada pela editora paulista Cavaleiro Negro.